O que é SaaS? Confira nosso guia completo sobre o assunto!

17 minutos para ler

Você sabe o que é SaaS e como sua empresa pode se beneficiar dessa solução? Com as empresas brasileiras cada vez mais abertas à adoção de soluções de TI no modelo software as a service, essa solução é o modelo mais utilizado para entregar serviços pela nuvem.

As organizações que adaptam os softwares como serviço em seus negócios contam com diversos benefícios, como redução de custos com manutenção de equipamentos e atualização de programas, entre outros. Por isso, entender o que é SaaS e como ele pode impactar positivamente em seu negócio é essencial para otimizar os seus resultados e elevar a satisfação dos seus clientes.

Pensando nisso, elaboramos este guia completo sobre o assunto para esclarecer todas suas possíveis dúvidas relacionadas ao o que é SaaS e qual a sua importância para as empresas no mercado!

O que são empresas SaaS?

Uma queixa constante que os empreendedores tinham era referente à quantidade de softwares que as empresas precisavam adquirir para poder realizar diferentes funções na sua área. Por isso, era comum um programa para controle de estoque, outro para o fluxo de caixa, e por aí vai. Esse tipo de aquisição inclui a compra do software e a sua licença, além da máquina que vai ser utilizada para fazê-lo funcionar.

Isso acaba elevando os custos com taxas de manutenção e atualização que essas soluções demandam. Com o foco em uma maneira de melhorar a satisfação do cliente — que acabava sendo prejudicada durante esse processo —surgiu a ideia de criar o SaaS, ou Software as a Service.

O principal objetivo dessa solução é que as empresas não precisem mais comprar e nem pagar por uma licença ou até mesmo manter o software atualizado. Aqui, o programa fica online, sem a necessidade de ele ser instalado em uma máquina ou coisa do tipo. Assim, basta ter acesso à web e acessá-lo.

Para tornar isso tudo possível, é utilizado a tecnologia de cloud computing. É por meio dela que são disponibilizados um espaço de armazenamento de dados na rede virtual online. E com isso foi possível surgir as empresas SaaS, que são organizações que desenvolvem e comercializam soluções de softwares e que podem ser considerados serviços.

Com isso, elas são responsáveis por manter toda a infraestrutura do sistema, providenciando a sua disponibilização para os clientes. Elas também têm a responsabilidade de manter a segurança de todos os dados que trafegam na rede, garantindo maior confiabilidade das suas soluções para o seu público.

Qual a sua importância?       

Não basta apenas entender o que é SaaS sem saber a sua importância para os negócios. Ele é uma maneira mais econômica de distribuição de softwares. Isso acontece já que não é feita a venda tradicional das licenças dos programas, com a instalação do serviço, por exemplo.

Ao optar pelo uso do SaaS, é concedido ao usuário a licença de utilização do programa pela internet, que pode ser tanto mensal, semestral, anual ou outros pacotes disponibilizados pela empresa. Outra característica dessa solução é que ela possibilita que o usuário escolha e configure as principais funcionalidades do sistema.

Desse modo, é possível acessar remotamente o sistema por meio de um dispositivo conectado à internet. A flexibilidade da computação em nuvem possibilita a hospedagem desse sistema, disponibilizando o seu uso para os usuários.

Quais são os benefícios e as vantagens para a empresa?

Agora que você já sabe o que é SaaS, é preciso conhecer os benefícios que essa solução apresenta para as empresas.

Menor custo

Como citamos, com o SaaS você não precisa mais adquirir o software e as suas licenças, nem ter uma máquina específica para rodar esse programa, além dos gastos com manutenção e atualização. Os custos são bem menores e mais acessíveis para empresas de todos os portes, sem perder em nenhum quesito da funcionabilidade e qualidade dos serviços.

Não precisa de máquinas para hospedar

Como o software já está hospedado na nuvem, sem a necessidade de uma máquina física para mantê-lo, a empresa ganha mais agilidade, praticidade e usabilidade na hora de utilizar os serviços.

Acesso em qualquer lugar

As funcionalidades de um software como serviço podem ser acessadas de qualquer lugar, basta ter acesso à internet. Isso possibilita que os usuários utilizem um programa mesmo que estejam viajando, longe da sede da empresa, por exemplo.

Atualizações automáticas

Normalmente, as empresas que adquirem um software têm que investir nas atualizações constantes dos programas para mantê-los atualizados, garantindo toda a sua funcionalidade. Já com o SaaS, como ele está hospedado na nuvem, isso já não é necessário e as suas atualizações são feitas automaticamente pelo sistema.

Opções personalizadas de acordo com a necessidade

Em casos em que o software não consegue atender perfeitamente às necessidades da sua empresa, é possível contratar pacotes adicionais, customizando todo o serviço e aprimorando a sua eficiência.

Integração com outros sistemas

Os softwares como serviço têm outra grande vantagem que é a possibilidade de integrar o serviço com outros sistemas. Criados de maneira inteligente, esses programas foram planejados com o intuito de permitir essa integração de forma prática e simples para as empresas.

Redução de riscos

Muitas empresas dependem exclusivamente dos softwares para funcionar. Isso significa que eles não podem parar para manutenções ou problemas técnicos, por exemplo. O SaaS hospedado na nuvem é capaz de providenciar para as organizações toda a infraestrutura do provedor com a garantia de ter alta disponibilidade dos serviços oferecidos, reduzindo os riscos sem perder desempenho no negócio.

Quais as diferenças para outros modelos?

Além de saber o que é SaaS, é importante saber quais são as principais diferenças entre esse modelo de programa e os softwares tradicionais. A primeira grande característica que difere esses serviços é o local onde os dados dos clientes ficam hospedados.

Acontece que os softwares são instalados em um computador da própria empresa contratante, com todas as informações armazenadas nele, enquanto o SaaS é acessado por um navegador, com todos os dados que circulam por ele salvos na nuvem.

O software as a service não precisa de uma instalação específica para cada cliente e pode ser personalizado de acordo com as necessidades dos usuários.

Ainda, para uma empresa ser classificada como SaaS, o seu programa deve ter o foco em um serviço além de poder ser acessado por meio de um navegador web ou um aplicativo desenvolvido para os dispositivos móveis.

Quais empresas usam modelo SaaS?

Conheça algumas empresas de SaaS que fazem sucesso não apenas no Brasil, mas também no mundo todo.

ContaAzul

O ContaAzul é um sistema de gestão financeira online que possibilita um controle sobre as vendas e o estoque com o foco em micro e pequenas empresas. Esse programa facilita o dia a dia do empreendedor com diversas funcionabilidades essenciais, como a emissão de notas fiscais eletrônicas.

O gerenciamento de todos os processos pode ser feito em tempo real por todos os colaboradores. Além disso, o suporte pode auxiliar os clientes por meio de chat, telefone ou e-mail. Essa ferramenta é muito importante para reduzir a papelada que faz parte da rotina das empresas, otimizando o desempenho do negócio.

RD Station

A RD Station é uma plataforma essencial para quem trabalha com inbound marketing, ou precisa ter uma base de contatos e se comunicar com ela. Essa ferramenta possibilita automatizar os processos de marketing da organização e foi elaborada especificamente para as necessidades do público brasileiro.

Assim, o programa oferece diversas ferramentas para o cotidiano do marketing, podendo ser gerenciada por qualquer pessoa com a finalidade de atrair visitantes para o negócio, nutrir leads etc. Todas as informações do software podem ser divididas entre o time, com a possibilidade de serem acessadas de qualquer lugar.

Dropbox

O Dropbox é um SaaS bastante conhecido no mercado como um armazenamento em nuvem pessoal e é o mais utilizado no mundo da sua área. Ele oferece a possibilidade de armazenar todos os tipos de arquivos nos seus servidores, evitando que os usuários sobrecarreguem os seus HDs enquanto elimina o risco deles perderem os seus dados.

Além disso, o Dropbox permite que os usuários acessem qualquer arquivo dos seus dispositivos móveis, facilitando o dia a dia das pessoas que precisam lidar com os seus dados.

Salesforce.com

A Salesforce.com é um dos CRMs mais utilizados no mercado mundial e é uma das primeiras a utilizar o cloud computing para entregar os seus serviços. Ela foi criada no modelo SaaS e está presente em vários países ao redor do mundo.

Essa solução auxilia as empresas com o gerenciamento da sua lista de clientes, leads e prospects em um único lugar. Assim, todos os colaboradores envolvidos têm acesso às informações de qualquer lugar, desde computadores a dispositivos móveis.

G Suite

O pacote de serviços do Google, G Suite, oferece versões de diversos produtos da empresa que além de ter uma personalização independente, oferece vários aplicativos da web similares aos tradicionais de uso pessoal. Nele estão inclusos o Gmail, Google Agenda, Drive, Docs, entre outros serviços essenciais para estimular a colaboração dentro das empresas.

O uso do e-mail corporativo da plataforma, por exemplo, possibilita melhorar a comunicação entre a equipe. Além disso, é possível compartilhar os arquivos e documentos com maior praticidade utilizando o serviço de armazenamento em nuvem.

12Minutos

Pioneira no Brasil, a 12Minutos é uma plataforma de conhecimento, que disponibiliza microbooks ou resenhas críticas dos maiores livros de não-ficção. Assim, basta que os usuários paguem uma assinatura anual para que eles consigam acessar os textos, que vêm tanto em versão escrita quanto em áudio.

Além disso, os clientes também podem absorver todo o conhecimento do conteúdo dos livros de qualquer lugar, seja no trânsito ou em casa, tudo por meio de um dispositivo móvel.

Como gerenciar as métricas SaaS?

Uma das melhores características do SaaS é a possibilidade de gerenciar o seu negócio enquanto acompanha as métricas em tempo real. Por isso, separamos as principais métricas que você precisa conhecer.

Receita média por conta

Essa métrica é referente a quanto cada conta gera de receita para a organização mensalmente. Ela ajuda a identificar quais foram os produtos que mais geraram receita, além do crescimento das contas. O seu cálculo pode ser feito definindo um período e dividindo a receita gerada pelo número de contas existentes.

Receita recorrente mensal

A receita recorrente mensal é a medida dos componentes previsíveis e recorrentes. Aqui não são incluídas as taxas e variáveis únicas, considerando apenas as receitas que são realmente previsíveis, como as assinaturas dos clientes. Além disso, com ela é possível e aconselhável medir a receita recorrente mensal perdida, ou seja, o número de clientes que acabaram cancelando a sua assinatura dos serviços.

O seu cálculo é bastante simples, basta apenas somar a taxa mensal por cada cliente. Também, é possível calculá-la anualmente, multiplicando o resultado conseguido por 12.

Custo de aquisição de clientes

Com essa métrica é possível medir o quanto a empresa gasta em média para conquistar um cliente com as suas ações de vendas, marketing etc. O seu cálculo é feito ao somar todas as despesas de aquisição, dividindo pelo número de novos clientes em um determinado período.

Taxa de cancelamento

O churn, ou taxa de cancelamento, é o maior medo de qualquer empreendedor SaaS. Essa métrica se refere ao número ou uma porcentagem dos assinantes que desistiram da sua assinatura em um determinado período. Para calculá-lo é preciso somar o número de consumidores que cancelaram o seu serviço em relação ao número total de clientes da empresa.

Qual o custo inicial para a aplicação?

Além de saber o que é SaaS e quais são os seus benefícios, agora vamos falar do custo inicial desse investimento para o seu negócio. Se você quer utilizar um software como serviço, saiba que o preço cobrado é limitado à assinatura que você vai contratar.

Um exemplo prático pode ser visto ao assinar o serviço de streaming Netflix, em que o usuário não precisa baixar nada para assistir os seus shows favoritos. Basta que ele entre no site, cadastre-se para pagar pelo valor do plano escolhido e desfrute do serviço.

Para as empresas o processo é o mesmo. Além disso, a percepção dos custos é ainda maior, já que esses softwares se propõem a otimizar o desempenho do negócio, resolvendo grandes problemas que talvez só poderiam ser solucionados com um investimento ainda maior.

Quais as formas de cobrança?

Pensar nas formas de cobrança é uma etapa muito importante, principalmente porque ela pode interferir diretamente com as vendas de uma empresa. Pensando nisso, separamos algumas opções que muitos empreendedores têm.

Boleto Bancário

Essa forma de cobrança é muito utilizada no comércio. Basta que a pessoa entre no site da empresa, visualize o produto que ela deseja, adicione no carrinho de compras e, quando chegar o momento de escolher o pagamento, opte pelo boleto bancário.

O grande problema é que a maioria que escolhe essa opção acaba não concretizando o pagamento. Então, se você coloca em um plano de assinatura o boleto bancário como forma de cobrança, o cliente pode simplesmente não realizar mais o pagamento depois de um determinado período.

Essa ação é muito prejudicial e pode atrapalhar completamente o planejamento da organização. O que pode complicar ainda mais é que a ausência dessa opção também é um grande risco para o negócio. Acontece que grande parte da população no país não tem cartões de crédito ou débito, o que acabaria limitando o seu público.

Também, o boleto bancário tem um ótimo benefício para os consumidores, que é a baixa taxa cobrada. Então, para evitar problemas com essa forma de cobrança e ainda assim oferecê-la aos seus clientes e manter uma boa taxa de conversão de vendas, você pode optar por enviar o boleto por e-mail, com lembretes programados para atualizar os clientes sobre a aproximação da data de vencimento.

Débito no cartão de crédito

Essa é a principal opção de cobrança que a maioria dos consumidores opta na hora de realizar uma compra ou uma assinatura. Acontece que mesmo com a sua popularidade entre o público, essa opção acaba não sendo tão interessante para os empreendedores por causa das altas taxas que são cobradas das empresas.

As operadoras de cartão de crédito costumam cobrar taxas elevadas das compras, que normalmente variam entre 3% a 8%, além de outros encargos que são cobrados. Por causa desses custos extras, a organização deve considerá-los durante o cálculo dos preços dos seus serviços para que a margem de lucro do negócio seja mantida.

A solução para esse cenário é a negociação dessas taxas e condições com as operadoras. Assim, você poderá dar opções ao seu público, como parcelamento de compras ou de diferentes bandeiras de cartões para que eles possam assinar os seus serviços sem sofrer com as taxas.

Débito em conta corrente

A opção de débito em conta corrente é a melhor forma de cobrança para as empresas. Ela é bastante vantajosa porque o pagamento é realizado no ato, de maneira mais prática para todos os lados. Além disso, ela apresenta um baixo custo de manutenção e é uma ótima maneira de elevar a fidelização dos clientes, mantendo uma boa taxa de renovação de assinaturas na organização.

Porém, existem alguns bancos que começaram a não aceitar essa alternativa, principalmente porque ela não apresenta uma boa rentabilidade para eles. Ainda assim, é necessário que a empresa conte com uma gestão financeira que possibilite controlar todos os pagamentos e falhas, mantendo o bom desempenho.

Como usar corretamente o modelo SaaS?

Agora que você tem conhecimento sobre o que é o SaaS, os seus benefícios, as suas diferenças entre os outros modelos e suas métricas, é preciso entender como utilizá-lo corretamente para assegurar que o seu uso será eficaz.

Analise os dados

Independente das ferramentas que vão ser utilizadas em sua empresa, é necessário sempre acompanhar todos os resultados que elas estão gerando para entender com precisão o desempenho que elas estão tendo em seu negócio. A análise e monitoramento de dados durante o uso é essencial para evitar prejuízos e entender a performance das ferramentas.

Evolua junto das ferramentas

Se prender demais às ferramentas SaaS utilizadas pode ser um grande problema para o seu negócio. Acontece que elas podem, com o passar do tempo, parar de receber atualizações ou até mesmo não dar conta de atender às suas demandas.

Por isso, busque sempre o melhor desenvolvimento da sua empresa. Cresça junto das funcionalidades que essas ferramentas proporcionam para o seu negócio de forma que o valor dos serviços que você fornece seja o diferencial do seu negócio.

Quais os principais desafios enfrentados?

Mesmo com os diversos benefícios e possibilidades, as empresas SaaS têm um grande desafio pela frente. Acontece que muitas pessoas desconfiam das funcionalidades de serviços em nuvens e acabam achando que não existe proteção com os seus dados. Por isso, é preciso convencer os seus clientes de que concentrar as suas informações em um cloud service é seguro.

Em negócios de pequeno e médio porte é possível enxergar maior confiança em relação à utilização de SaaS, principalmente pelo fato que a economia gerada é um grande atrativo, ainda mais considerando o tamanho desses negócios.

O problema se concentra na descrença que as empresas maiores têm em relação ao receio de armazenar dados sigilosos e estratégicos em servidores na nuvem. Com isso, os envolvidos acreditam que é muito mais seguro manter os seus arquivos e documentos em dispositivos físicos.

Dessa maneira surge o maior desafio que as empresas SaaS têm, que é justamente mostrar como a tecnologia de hospedagem em nuvem pode sim proporcionar segurança e que vem sendo aprimorada constantemente.

Pronto, com este guia completo, esperamos ter esclarecido todas as suas dúvidas sobre o que é SaaS, qual a sua importância, quais são os seus benefícios e diferenças dos outros modelos entre as outras informações valiosas apresentadas ao longo do texto. Entender como essa solução pode aprimorar os processos em sua empresa é o diferencial na hora de captar mais clientes e se diferenciar no mercado.

Por isso, não perca tempo e deixe o seu comentário com a sua opinião sobre o assunto e se faltou algo que você acha relevante!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-