(x) dicas para melhorar a experiência do usuário na nuvem

4 minutos para ler

A experiência do usuário está diretamente relacionada ao sucesso de qualquer serviço de TI. Uma ferramenta pode apresentar a melhor performance do mercado, mas se os seus usuários tiverem dificuldades para encontrar funcionalidades ou executar tarefas, as chances deles tornarem-se usuários fies de um produto é baixa.

No ambiente corporativo, isso não é diferente. Uma ferramenta com uma experiência do usuário de baixa qualidade prejudica a capacidade de um profissional entregar resultados. Como consequência, as chances do empreendimento atingir os resultados esperados a médio e longo prazo cai drasticamente.

Isso vale especialmente para ambientes de cloud computing, em que tudo deve sempre ter um funcionamento de ponta para que o negócio obtenha todos os benefícios dessa tecnologia. Quer saber o que é necessário fazer para atingir esse objetivo na nuvem? Então, veja as nossas dicas abaixo!

Conhecer melhor as expectativas do usuário

Saber como o usuário vai utilizar a nuvem é o primeiro passo para criar uma plataforma que atenda às suas necessidades. Faça uma análise dos serviços de cloud computing e do seu público, garantindo que o planejamento seja direcionado de acordo com as expectativas de cada perfil de uso.

Nesse momento, a análise de dados por meio do Big Data pode ser de grande apoio ao negócio. Com mais fatores sendo inseridos no processo de análise, a empresa pode identificar melhor o papel da nuvem para cada usuário e, assim, melhorar o dimensionamento dos serviços.

Melhorar o dimensionamento dos recursos

Infraestruturas de cloud computing são conhecidas pelo seu conteúdo de alta performance. Nesse cenário, é importante que a companhia tenha as estratégias corretas para que os recursos estejam sempre com o melhor dimensionamento possível.

Faça uma análise completa dos logs de uso para identificar quais são as funcionalidades mais utilizadas. Dessa forma, você pode otimizar o trabalho de desenvolvimento e gestão da plataforma de computação na nuvem com mais precisão, garantindo que os principais recursos estejam bem configurados e possam atender às demandas externas.

Adotar indicadores de performance

O uso de indicadores de performance traz para o negócio a capacidade de visualizar, com alta precisão e abrangência, como a sua infraestrutura funciona. Métricas bem definidas permitem ao gestor de TI identificar corretamente erros operacionais, gargalos e outros fatores que eventualmente influenciam negativamente na performance da infraestrutura de cloud computing como um todo.

A empresa deve moldar os seus indicadores conforme os recursos são utilizados e os objetivos de médio e longo prazo. Se a companhia busca melhorar a disponibilidade dos recursos, por exemplo, os indicadores precisam avaliar o tempo em que eles ficam indisponíveis conforme a demanda externa.

Também podem ser utilizadas métricas para mensurar o número de gargalos operacionais e falhas de segurança, dois pontos cruciais para que a experiência do usuário seja a melhor possível.

Monitorar os recursos

Outra estratégia para identificar como os recursos são utilizados pelo usuário e quais os pontos que necessitam de melhorias é o investimento em ferramentas de monitoramento. Elas podem ser aplicadas para rastrear falhas de segurança, mensurar a disponibilidade de serviços e sobrecarga de recursos.

Com os dados coletados, o gestor de TI pode criar novas políticas e efetuar mudanças que, em conjunto, impactam diretamente na experiência do usuário de serviços de cloud computing. Assim, a companhia poderá entregar ao seu público serviços de alta performance e agilidade sempre.

Quer receber outras dicas para melhorar a experiência do usuário na nuvem? Então assine a nossa newsletter!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-